Quem sou eu

Minha foto
HOJE ALGUMAS FRASES ME DEFINEM: "Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento." Clarice Lispector "Os contos de fadas são assim. Uma manhã, a gente acorda. E diz: "Era só um conto de fadas"... Mas no fundo, não estamos sorrindo. Sabemos muito bem que os contos de fadas são a única verdade da vida." Antoine de Saint-Exupéry. Contando Histórias e restaurando Almas."Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." Fernando Pessoa

Colaboradores

segunda-feira, 16 de maio de 2011

O Terceiro Filtro

Na Grécia Antiga, Sócrates detinha uma alta reputação e era muito estimado pelo seu elevado conhecimento. Um dia, um conhecido do grande filósofo aproximou-se dele e disse:
“Sócrates, sabes o que eu acabei de ouvir acerca de um amigo ?”
“Espera um minuto”, respondeu Sócrates, “Antes que me digasnalguma coisa,gostaria de te fazer um teste. Chama-se o “Teste do Filtro Triplo.”
“Filtro Triplo?”
“Sim”, continuou Sócrates, “Antes que me fales do meu amigo talvez fosse uma boa ideia parar um momento e filtrar aquilo que vais dizer. Por isso é que eu lhe chamei o Filtro Triplo.” E continuou: “O primeiro filtro é VERDADE. Tens a certeza absoluta de que aquilo que me vais dizer é perfeitamente verdadeiro?”
“Não,”, disse o homem “o que acontece é que eu ouvi dizer que…”
“Então,”, diz Sócrates,” não sabes se é verdade. Passemos ao segundo filtro, que é BONDADE. O que me vais dizer sobre o meu amigo é bom?”
“Não, muito pelo contrário…”
“Então,”, continuou Sócrates “Queres dizer-me algo mau sobre ele e ainda por cima nem sabes se é ou não verdadeiro. Mas, bem, pode ser que ainda passes o terceiro filtro. O último filtro é UTILIDADE. O que me vais dizer sobre o meu amigo será útil para mim?”
“Não, acho que não…”
“Bem,” concluiu Sócrates, se o que me dirás não é nem bom, nem útil e muito menos sabes se é verdadeiro, para quê dizeres-me?”

Um comentário:

  1. Oi, querida!
    Que blog gostoso, cheinho de histórias...parabéns pelo trabalho e muito agradecida pela visita. SEja sempre bem-vinda!
    Eu gosto muito dessa história...na cultura popular tradicional a gente conhece "As três peneiras", outra versão pra mesma história.
    Grande beijo com saudade de Minas...inté.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...