Quem sou eu

Minha foto
HOJE ALGUMAS FRASES ME DEFINEM: "Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento." Clarice Lispector "Os contos de fadas são assim. Uma manhã, a gente acorda. E diz: "Era só um conto de fadas"... Mas no fundo, não estamos sorrindo. Sabemos muito bem que os contos de fadas são a única verdade da vida." Antoine de Saint-Exupéry. Contando Histórias e restaurando Almas."Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos." Fernando Pessoa

Colaboradores

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

A Princesa e a Ervilha



Havia uma vez um príncipe que queria se casar com uma princesa, mas não se


contentava com uma princesa que não fosse de verdade. De modo que se dedicou


a procurá-la no mundo inteiro, ainda que inutilmente, pois todas que via


apresentavam algum defeito. Princesas havia muitas, porém não podia ter certeza,


já que sempre havia nelas algo que não estava bem. Assim, regressou ao seu reino


cheio de sentimento, pois desejava muito uma princesa verdadeira!


Certa noite caiu uma tempestade horrível. Trovejava e chovia a cântaros. De


repente bateu à porta do castelo, e o rei foi pessoalmente abrir.


No umbral havia uma princesa. Mas, Santo Céu, como havia ficado com o tempo e.


a chuva! A água escorria por seu cabelo e roupas, seu sapato estava.


desmanchando. Apesar disso, ela insistia que era uma princesa real e verdadeira.


"Bom, isso vai saber logo", pensou a rainha velha.


E, sem dizer uma palavra, foi ao quarto, tirou toda a roupa de cama e colocou uma.


ervilha no estrado, em seguida colocou vinte colchões sobre a ervilha, e sobre eles.


vinte almofadas feitas com as plumas mais suaves que se pode imaginar.


Ali teria que dormir toda a noite à princesa.


Na manhã seguinte, perguntaram-lhe como tinha dormido.


-Oh, terrivelmente mal! - disse a princesa. Não consegui fechar os olhos toda a


noite. Vá se saber o que havia nessa cama! Encostei-me em algo tão duro que


amanheci cheia de dores. Foi horrível!


Ouvindo isso, todos compreenderam que se tratava de uma verdadeira princesa, já.


que havia sentido a ervilha através dos vinte colchões e vinte almofadões. Só uma


princesa podia ter uma pele tão delicada.


E assim o príncipe casou com ela, seguro que sua era uma princesa completa. A


ervilha foi enviada a um museu onde pode ser vista, a não ser que alguém a tenha.


roubado.



* * *

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...